de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 26 Outubro , 2009, 11:02



"Não adianta mudar de tractor, se o problema é do tractorista. E o nosso problema é precisamente este. Os nossos governantes passam a vida a mudar as leis, quando o problema é de quem as aplica. Qual a solução? É fácil. Primeiro, não mudar de tractor, depois ensinar o tractorista a usar o tractor,  por fim, substituir o tractorista se ele não aprender ou não quiser aprender."

Santa-Maia Leonardo

No i de hoje

Editado por Fernando Martins | Sábado, 05 Setembro , 2009, 10:44



"Todos os dias, antes de dormir, meia hora de leitura. Não importa que livro, importa o exercício. Ao mesmo tempo, como acumulamos livros que não voltaremos a reler, é uma óptima ideia reciclar tendo em vista quem mais precisa: de seis em seis meses, olharmos para as estantes e tirarmos os livros de que já não precisamos e que podem ser entregues às bibliotecas, aos serviços prisionais, às juntas de freguesia, aos centros de orientação dos sem-abrigo. Ou então o bookcrossing. Vá ao google e procure."
.
Patrícia Reis,
Escritora e jornalista,
no i de 04-09-2009

Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 26 Agosto , 2009, 11:57
Barra de Aveiro

"O mar tornou-nos grandes no mundo. Temos a responsabilidade de olhar o mar na sua dimensão actual, de cuidar dele de forma coordenada e sustentada, aproveitando oportunidades económicas, potencial turístico e fontes energéticas. De o olhar como network marítimo, logístico e social. De o defender nas suas componentes naval e marítima."


Fernando Braz de Oliveira,
Comandante da Marinha Portuguesa
Fonte: Jornal i

Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 03 Agosto , 2009, 20:04
Para um país novo, proponho três ideias muito simples:
1- Aprender a gastar menos.
2- Os ricos não são os que mais têm. São os que menos precisam.
3- Viver o dia de hoje, pensando no de amanhã, e não no de ontem.
Ângelo Ribau

Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 31 Julho , 2009, 13:03

SER SOLIDÁRIO

Ser Solidário. O povo português é solidário por princípios e por ideais. Sempre responde, principalmente quando as desgraça e as necessidades são divulgadas adequadamente e têm dimensões mais ou menos catastróficas, que originam necessidades extremas. E noutras de menor dimensão também responde. Veja-se o que num simples programa de televisão se pode fazer, como há semanas atrás.
Fala-se em crise. Sabemo-lo e sentimo-lo.
Somos cerca de 10 milhões de habitantes e se cada um desse um euro teríamos dez milhões de euros.
Com estes dez milhões poderíamos minimizar as necessidades básicas de muita gente. Como quem coloca semana a semana, mês a mês, umas moedas no porquinho, seria uma campanha com continuidade periódica, devidamente divulgada, estruturada e transparente.
Vamos a isto?

J. M. Ferreira


Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 30 Julho , 2009, 11:24
Deixemos um legado à geração vindoura – o planeta azul limpo!
A integridade é o alicerce da sociedade!
Quer respirar ar puro? Use carros eléctricos!

M.ª Donzília Almeida

mais sobre mim
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO