de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 08 Dezembro , 2008, 11:29
Se outrora uma prece eu te ergui,
Em desespero, sim, que mãe eu sou,
Foi porque acreditei! E agora eu estou
A louvar-te e agradecer-te o que vivi!

Fizeste renascer em mim a Esp’rança,
Foste amparo na dor, na amargura.
Eu te elevo meu olhar com ternura,
Qu’em Ti, misericórdia sempre alcança.

És a Mãe a quem sempre se recorre,
Que em toda a adversidade nos socorre,
Na nossa peregrinação sofrida!

O Teu manto a todos nós protege,
Seja crente ou seja até herege,
De todos és a Mãe muito querida!

Mª Donzília Almeida
08.12.08

mais sobre mim
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes
arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO