de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 13 Agosto , 2009, 17:43

Há pessoas mais criadas para a fé do que outras


Estás num processo de conversão e já deste testemunho sobre isso numa entrevista. Hoje em dia rezas?
Sou um católico que não é lá muito católico [risos]. As pessoas têm uma noção muito errada do que é rezar, eu acho que rezar é falar, e a minha luta é constante, porque tenho imensas dúvidas.

A fé é um processo de dúvidas, não é um processo de certezas?
Acho que não sou dos que nasceram com fé. Há pessoas mais criadas para a fé do que outras. Para mim é uma luta. Mas essa luta agrada-me, porque a integro no resto da minha vida.

Tens conversas intelectuais ou afectivas com Deus? Quem é esse Deus com quem conversas?
[silêncio] Não posso dizer. Acho que é uma coisa tão íntima... Cada um tem de O encontrar à sua maneira. Foi muito importante para mim este caminho progressivo. Foi um caminho muito longo, porque sempre fui educado e me auto-eduquei no sentido oposto. Tive de fazer uma volta de 180 graus naquilo que pensava e isso não se faz de um dia para o outro. Tive de encontrar, através da razão, um processo que me levasse a um lado mais espiritual.

Qual é a mais-valia desse processo interior?
Uma inquietação enorme e uma consciência maior.
Laurinda Alves
.
Leia a entrevista aqui

mais sobre mim
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO