de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 24 Março , 2010, 16:21
;
Como manda a tradição
:
Como manda a tradição, a multissecular Feira de Março abre amanhã as suas portas. Uma grande festa do povo e para o povo, assumida como tal há bastante tempo, faz jus à sua fama, atraindo imensa gente de todos os recantos da região e não só. Haverá, como de costume, um pouco de tudo para todos os gostos. Tenciono passar por lá, nem que seja apenas para comer uma fartura. Ou duas. Mais acho que não, que a saúde não mo permite. Boa festa para todos.

Editado por Fernando Martins | Domingo, 29 Março , 2009, 19:43

A Feira de Março, a maior e melhor montra da actividade económica da região centro, decorre no Parque de Exposições de Aveiro. A 575ª edição do tradicional certame prolonga-se até 26 de Abril, proporcionando negócios, lazer e muita diversão.

Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 25 Março , 2009, 17:31
(Foto do meu arquivo)



Segundo reza a história, a Feira de Março terá nascido por decreto régio de D. Duarte, no ano de 1434. Outros sugerem que a feira franca, que esteve na origem da actual Feira de Março, surgiu antes dessa data.
Mons. João Gaspar, no seu mais recente livro, “AVEIRO – Recordando Efemérides”, aceita aquele ano e até adianta o dia 27 de Fevereiro. E acrescenta: “El-Rei D. Duarte, julgando ser do seu serviço e para bem do Reino e com o propósito de engrandecimento de Aveiro, nesta data deu «poder e licença» ao infante D. Pedro, seu irmão, que mandasse «fazer e se faça daqui em diante em cada hum ano na sua uila dAveiro e no mês de Maio huma feira franqueada, a qual se fará por esta guisa começar-se no primeiro dia do dito mês e durará até ao dia de São Miguel seguinte, que são outo dias.”
Sublinha a seguir que “desde cedo foi transferida para os últimos sete dias de Março.”

Depois destas curtas notas históricas, penso que vale a pena salientar que a Feira de Março está, de facto, no nosso imaginário. Quem há por aí que a não tenha visitado, nem que seja a correr, como quem cumpre, religiosamente, uma obrigação anual.
Eu também lá costumo ir, nem que seja de fugida. Olho a animação, aprecio as quinquilharias, dou uma volta pelas indústrias ali representadas, com inovações, vejo a criançada a divertir-se nos carrosséis, como uma fartura (ou duas, se me deixarem) e regresso a casa com a sensação do dever cumprido.

FM

mais sobre mim
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO