de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 23 Abril , 2010, 20:35

«O Expresso apoia e vai adoptar o novo Acordo Ortográfico. Do nosso ponto de vista, as novas normas não afectam - antes contribuem - para a clarificação da língua portuguesa.» Acho bem. Quando puder também passarei a usá-lo. Aíás, eu sou do tempo do quasi. 

 

 


Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 17 Dezembro , 2009, 22:45
Somos mesmo um País complicado

Se há poucas semanas a ministra da Cultura afirmou que o acordo ortográfico entrará em vigor já no início do próximo ano, ontem, a ministra da Educação disse que a sua aplicação não está prevista para os próximos tempos. A Associação dos Professores de Português (APP) e a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) estão preocupadas e à espera de uma reunião com a tutela.

A aplicação do acordo ortográfico nas escolas não vai entrar em vigor no próximo ano, anunciou a ministra da Educação Isabel Alçada, ontem, questionada pelo PÚBLICO. "Estamos a definir a estratégia mas ainda não estão definidas metas. Não é no próximo ano ainda, [porque] temos que fazer todo um trabalho com os diferentes parceiros para definir a forma como o acordo ortográfico será introduzido", disse.


Ler mais aqui


Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 30 Março , 2009, 19:28

Segundo o Ministério da Cultura, no próximo dia 5 de Maio entrará em vigor o Acordo Ortográfico em Portugal. Ao mesmo tempo, o Ministério da Educação admitiu que não estão reunidas as condições para aplicar o Acordo no próximo ano letivo.
Apesar desta contradição, espero que, desta vez, será de vez. Protestos? Há muitos, graças a Deus. Mas isso não impede que o Acordo avance. O mesmo aconteceu com o euro. Houve quem protestasse, e muito, mas dias depois, já toda a gente o usava, com a maior das facilidades.
NOTA: Já apliquei, neste texto, o Acordo Ortográfico.

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 05 Março , 2009, 14:31

"Linguistas e políticos, havendo de ambos nos dois lados da disputa, vão terçando armas por causa do acordo ortográfico. Vasco Graça Moura, liderando os contra, entra pela via da impossibilidade imediata de aplicação, dizendo que é necessário dar formação aos professores, substituir a maioria dos títulos nas bibliotecas escolares e ainda que o Governo assuma que vai pôr em causa a substituição dos manuais não de seis em seis anos como pretende, mas a meio da sua vigência. Em boa verdade, os argumentos a favor do acordo parecem mais consensuais. Ainda ontem, Fernando Cristóvão defendia que o acordo ortográfico valida a lusofonia e que ninguém é proprietário único da língua e esta pertence a todos que a falam. O acordo "é uma base comum de entendimento". Sem querer reduzir a discussão ao folclore dos exemplos, ocorre perguntar porque deixámos de escrever farmácia com ph ou por que razão hão-de os brasileiros continuar a colocar um trema em sequência?"

José Leite Pereira

Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 17 Fevereiro , 2009, 15:08

"O ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro, afirmou hoje que o novo acordo ortográfico deverá entrar em vigor no primeiro semestre de 2009, mas tudo depende de negociações com os outros países da CPLP. "Estamos em conversações com os outros países da CPLP [como Cabo Verde e São Tomé e Príncipe] para ver se encontramos uma data para o adaptar nos documentos oficiais, nas imprensas nacionais e que os diários oficiais [Diário da República] dos vários países passem a adoptar a ortografia do novo acordo ortográfico", disse Pinto Ribeiro.
O ministro falava em Lisboa no final do lançamento do FLIP 7, uma ferramenta informática criada pela empresa Priberam que permite uma conversão automática do português de Portugal e do Brasil de acordo com as novas normas ortográficas dos dois países. Esta ferramenta está já a ser testada na Imprensa Nacional Casa da Moeda, entidade responsável pela edição do Diário da República (DR).
Assim que o acordo ortográfico entrar em vigor em Portugal, todos os documentos oficiais terão de obedecer às novas regras da escrita em língua portuguesa. Com a ferramenta informática FLIP 7, quem escrever em português terá a opção de converter automaticamente o texto segundo o novo acordo ortográfico, sejam as normas do Brasil sejam as de Portugal."
Leia mais no Público

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 02 Outubro , 2008, 16:50
O PÚBLICO online referiu hoje que a nova ortografia já devia estar a ser ensinada nas escolas, na linha do que afirmou o linguista Malaca Casteleiro. De facto, Malaca criticou o Ministério da Educação pela ausência de um calendário para a entrada em vigor do novo acordo ortográfico no ensino do Português. "É lamentável que, da parte do Ministério da Educação, ainda nada tenha sido dito quanto à aplicação do novo acordo", considerou Malaca Casteleiro, à margem da cerimónia de abertura do 7º Colóquio da Lusofonia, que decorre em Bragança até domingo.

mais sobre mim
Julho 2023
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO