de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 12 Outubro , 2009, 17:21
[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] $r>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><a href="https://1.bp.blogspot.com/_edOTyb048mE/StNW1Q2d_FI/AAAAAAAAMvw/-FNbms_fWQw/s1600-h/PONTE+GAFANHA.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;" rel="noopener"><img $r="true" border="0" src="https://1.bp.blogspot.com/_edOTyb048mE/StNW1Q2d_FI/AAAAAAAAMvw/-FNbms_fWQw/s400/PONTE+GAFANHA.jpg" /></a><br /></div><div style="text-align: center;"><span style="color: black; font-size: x-small;">Ponte da Gafanha</span><br /></div><div style="text-align: center;"><span style="color: white;">:</span><br /></div><div style="text-align: center;"><br /></div><div style="text-align: center;"><span style="color: red; font-size: large;"><strong>À descoberta da Gafanha</strong></span><br /></div><br /><div style="text-align: justify;">Hoje foi dia de animar um grupo de trabalho na Universidade Sénior da Fundação Prior Sardo. Para iniciar a caminhada, à descoberta da Gafanha, marcaram presença 15 pessoas, adultas, aposentadas, reformadas ou em vias disso, ávidas de conviver e de trocar experiências. Penso que vai ser bom partilhar saberes, sentimentos, impressões e emoções. E sabores, quando houver motivos para isso. Abrindo a alma aos outros, à descoberta, ao conhecimento, porque o homem e a mulher não nasceram, unicamente, para viver isolados e fora do mundo. A solidão, quando desejada, também terá o seu lugar.<br /></div><div style="text-align: justify;">Gostei dos primeiros contactos. Gostei de ouvir as razões por que se inscreveram na Universidade Sénior, na Gafanha da Nazaré, recentemente criada. Gostei de sentir que ainda há gente capaz de compreender que é óptimo pôr em comum anseios, alegrias, inquietações e até algumas tristezas. Gostei de ver o espírito de abertura de todos os participantes. A naturalidade com que falavam, a serenidade com que ouviam, a indiferença com que viram o tempo passar. Sem pressas.<br /></div><div style="text-align: justify;">Quando penso em tantos reformados e aposentados fechados sobre si próprios e sobre o mundo que os rodeia, quantas vezes presos e conformados à mesa do café, ou tristes a olhar o céu azul e sem capacidade para se abrirem a horizontes novos, tenho pena que não descubram a importância de estar com os outros, alimentando projectos de vida com sentido.<br /></div><div style="text-align: justify;">Na próxima segunda-feira, e seguintes, a caminhada continua, à descoberta da Gafanha.<br /></div><br />Fernando Martins

mais sobre mim
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO