de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 11 Janeiro , 2010, 21:40

Clint Eastwood no Gran Torino

Escolha do diretor do Departamento
de Cinema do arcebispado de Barcelona



BARCELONA, quarta-feira, 6 de janeiro de 2010 (ZENIT.org).- Como todos os anos, o Prof. Peio Sánchez, diretor do Departamento de Cinema do arcebispado de Barcelona (Espanha), oferece sua avaliação sobre os 10 melhores filmes do ponto de vista espiritual.
Sánchez afirma que, ao fazer este elenco, ele o apresenta “como um material válido para a recuperação educativa e pastoral através do DVD. (...) Parece-nos hoje imprescindível escolher bem o que vemos para sermos pessoas melhores. E acreditamos que esse tipo de cinema convida a aprofundar nos grandes interrogantes, propõe um olhar aberto ao mistério de Deus”.

1. Gran Torino (2008), Clint Eastwood

“Em Gran Torino, Clint Eastwood soube contar uma história simples com uma enorme força dramática, apresentando temas espirituais de fundo, como o sentido do perdão, a redenção como sacrifício e o caminho da conversão. E do ponto de vista cristão, não somente apresenta uma imagem positiva da Igreja, representada no Pe. Janovich, mas também oferece uma poderosa imagem crítica nas decisões finais do protagonista.”

Ler mais aqui
tags:

Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 30 Dezembro , 2009, 11:21


Os votos do Museu da Cidade de Aveiro para 2010 vieram com esta imagem, que partilho com os meus leitores. A arte fica sempre bem em qualquer sítio. Como aqui, no meu blogue. De mesmo modo, agradeço ao Museu da Cidade de Aveiro, que visitei tantas vezes em 2009, os votos que me remeteu, ao mesmo tempo que desejo a todos os amigos um ano de 2010 cheio de paz.


tags:

Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 30 Dezembro , 2009, 10:56


Irreverentes, escandalosos e irónicos,
desorganizados e profundos


“Ternos e irreverentes, escandalosos e irónicos, desorganizados e profundos, filosóficos e com traços até teológicos, síntese louca da cultura pop e da apática e niilista «middle class» americana”: eis os Simpsons segundo o L’Osservatore Romano, que evocou o vigésimo aniversário da série de desenhos animados concebida pelo norte-americano Matt Groening.

O jornal do Vaticano recorda que a família da cidade de Springfield ganhou 23 Emmys. Em 1999, a revista «Time» definiu-a como a “melhor série televisiva do século” e, nessa mesma edição, Bart fez parte da lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, no 46.º posto. No ano seguinte, conquistavam uma estrela na «Hollywood Walk of Fame».

Ler mais aqui

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 17 Dezembro , 2009, 23:33



O documentário Mar Português, de Francisco Manso, já foi apresentado, em antestreia, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.
O Porto de Aveiro foi uma das instituições que apoiaram a produção da obra, a par do Ministério da Cultura / Instituto do Cinema e Audiovisual. O guião é da autoria de Álvaro Garrido, professor universitário e consultor do Museu Marítimo de Ílhavo.
Teresa Patrício Gouveia da Fundação Gulbenkian, Jorge Wemans, director da RTP2, Francisco Manso, Mário Ruivo, Presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS) e Mário Soares, Presidente da Comissão Mundial Independente para os Oceanos, foram alguns dos oradores numa antestreia bastante concorrida.
Mar Português vai ser exibido este sábado, dia 19 de Dezembro, pelas 21h, na RTP2.
Mais detalhes sobre o documentário disponíveis no site da RTP

Fonte: Porto de Aveiro
tags:

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 26 Novembro , 2009, 10:22

Bento XVI com os artistas


“O coração do homem contemporâneo tem uma grande fome de beleza, que é também a beleza total, iluminada pelo transcendente”

Tolentino Mendonça,

Sobre o discurso do Papa aos artistas, na Capela Sistina

Editado por Fernando Martins | Sábado, 21 Novembro , 2009, 17:11



«A próxima palestra integrada no 3º Ciclo de Conferências sobre “Aveirenses Ilustres” que a Câmara Municipal de Aveiro leva a efeito no auditório do Museu da Cidade, das 18, 30 às 19,30 horas, do dia 26 de Novembro, presta homenagem ao Artista ilhavense Cândido Teles.
Com esta iniciativa pretende a CMA homenagear personalidades que, activamente, deram o seu contributo para o desenvolvimento sociocultural e político-económico da região, valorizar a Historiografia Local e formar pedagogicamente públicos.
Associada à palestra evocativa decorre também uma pequena mostra de objectos e literatura alusiva à individualidade evocada que estará patente durante 15 dias no espaço do Museu da Cidade.
Tem hoje, também, o Artista, um lugar de destaque no Marintimidades, porque a oradora convidada será a autora deste blog e Cândido Teles, apesar de muitos outros aspectos de relevo, identifica-se, na região, com um grande pintor da Ria, da Costa Nova, das nossas fainas marítimas e lagunares.»

Ana Maria Lopes

Ler mais em Marintimidades


Editado por Fernando Martins | Sábado, 21 Novembro , 2009, 12:03

Óleo de Picasso


Conservadorismo dos olhos


A pergunta sobre o motivo da rejeição das “novas escolas de arte” (e com que veemência às vezes!) é fácil de responder: é que o olho acostumado às “receitas” do antigamente não sabe assimilar à primeira vista as “receitas” recém-descobertas. Isso requer tempo. Eu chamar-lhe-ia “conservadorismo dos olhos”.


Wassily Kandinsky (1866-1944)

Ler mais aqui

tags:

Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 17 Novembro , 2009, 14:49

Centro Cultural de Ílhavo

Desenho & Pintura de Joaquim Filipe

A Câmara Municipal de Ílhavo, na sua aposta de valorização e promoção dos valores e dos agentes de cultura locais, apresenta a exposição de desenho e pintura “Fundos”, de Joaquim Filipe. A inauguração será no sábado, 21 de Novembro, pelas 18 horas, ficando patente ao público até 31 de Dezembro.
O autor nasceu em Ílhavo em 1958. É licenciado pela Escola Superior de Design, de Lisboa. A sua actividade tem passado pelo design, pela pintura e pelo ensino, que actualmente exerce na Escola Secundária José Estêvão, em Aveiro A sua Pintura pode ser vista em vários espaços públicos no Porto, Arouca e Ílhavo. Participou em várias exposições colectivas e individuais desde 1980.

tags:

Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 23 Outubro , 2009, 14:43

UMA BOA OPORTUNIDADE
PARA SABER MAIS


No âmbito do seu projecto Oficinas Criativas 2009, a Câmara Municipal de Ílhavo disponibiliza, a partir deste mês de Outubro, um novo leque de oportunidades para alargar ou enriquecer os teus conhecimentos. Até Dezembro decorrerão as Oficinas Criativas de Comunicação e Letras, de Agulhas e Linhas, de Artes Culinárias e de Artes Plásticas. Informa-te acerca destes módulos e inscreve-te já nos teus preferidos! As inscrições são limitadas, por isso não percas tempo!...
As Oficinas Criativas da Câmara Municipal de Ílhavo são espaços de aprendizagem e de troca de experiências que abrangem variados temas, entre os quais a fotografia, a música, a dança, o teatro, a língua gestual, a banda desenhada, as artes plásticas, tendo como principal objectivo o fomento nos participantes do gosto pelo saber.
São constituídas por diversos módulos independentes, abordando cada um deles uma temática específica, funcionando preferencialmente nos Fóruns Municipais da Juventude.

Ver mais aqui
tags: ,

Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 16 Outubro , 2009, 00:03
Ao ler o artigo do meu amigo Fernando Martins (FM) sobre o lançamento do CD de Jacinta e o facto de não existir na Gafanha da Nazaré um espaço onde se possa ver cinema trouxe-me à memória vários episódios que devem pôr FM e os seus leitores de sobreaviso.

Nos meus tempos de Coimbra existiam na cidade quatro salas de cinema e todas elas concorriam entre si e raro era o fim-de-semana em que as salas não estavam esgotadas. Isto, é claro, porque não existia a televisão e mesmo no início tudo decorria com normalidade.

Em Aveiro havia quatro salas também sempre com boa frequência e em Ílhavo havia um cinema que, segundo os naturais da época, dava para as despesas, além de cinema no Illiabum Club.

O mundo não pára e, em Coimbra, neste momento, das quatro salas, só existe uma, além, é claro, das salas dos Centros Comerciais, que pertencem a grupos privados internacionais. O mesmo acontece em Aveiro, e em Ílhavo acabaram, à excepção de, recentemente, existir cinema no CCI, com filmes que estão actualmente no circuito comercial.

Mas, segundo FM, devia ser a iniciativa privada a dinamizar um cinema na Gafanha da Nazaré. Desculpa, amigo, mas é pura demagogia e isto porque, quem é o empresário que investe para perder dinheiro? Ou será que passados uns dias estaria a pedir subsídio à Câmara, porque estava a prestar um serviço público como algumas instituições privadas têm feito?

Aveiro com dois espaços onde existem várias salas, com sessões em que não há ninguém nas salas. Em Ílhavo, e segundo a minha observação, em média são 10 a 20 espectadores por sessão e, volto a repetir, em filmes actuais.

Estas observações fazem-me lembrar um responsável partidário do Concelho que um dia me diz: Não vou e não aconselho ninguém a ir a manifestações sejam quais forem, que, de alguma forma, possam aumentar a estatística de realizações do actual executivo camarário. E, FM, não é que é mesmo verdade!

Sou visitante do Museu de Ílhavo, da Biblioteca e do CCI. Pois bem, há gente de Ílhavo que eu conheço que, nestes 12 anos, nunca foi a estes espaço de cultura, mesmo quando há grandes manifestações culturais, acontecendo muitas vezes estar mais gente de fora do que residentes na cidade.

Como podem os privados ganhar dinheiro com a cultura?

Aproveito para te sugerir que publicites no teu blogue os filmes que decorrem no CCI. É uma forma de contribuíres, ou melhor, de continuares a contribuir para a cultura desta região que, por vezes, é tão maltratada pelos seus “naturais”.

C. Duarte

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

A minha resposta

Meu caro Carlos Duarte

Não queiras, por favor, retirar-me a capacidade e o direito de sonhar e de acreditar que os privados também podem e devem investir na cultura, sem pensarem sempre no (malfadado) lucro. Estás a pensar, se calhar, nos pobres privados que mal ganham para comer. Há por aí empresários com muita capacidade, que bem podiam tornar-se nuns mecenas. Mas se não houver, paciência… Pode ser que um dia isso possa acontecer. Sobretudo se por algum passar um raio luminoso e inspirador de valores mais altos, para além da conta no banco.

O cinema é uma extraordinária fonte de cultura, considerada até a sétima arte. Nessa linha, por exemplo, seria interessante que o Centro Cultural da Gafanha da Nazaré passasse a oferecer cinema de qualidade algumas vezes por mês.

Afinal, as muitas salas de cinema dos centros comerciais, onde tenho ido, ainda não fecharam, apesar de terem sessões com apenas meia dúzia de pessoas. E se assim é, temos de crer que é possível haver cinema para quem quiser, com regularidade. Aliás, disseste que a concorrência, em Coimbra, ajudou a encher salas aos fins-de-semana. Em Ílhavo, como não havia concorrência e a sala não era grande coisa, teve logicamente de fechar.

Acredito que toda a actividade, cultural ou outra, pode sobreviver com projectos concebidos e desenvolvidos com apoio de especialistas, à altura de criarem estruturas rendíveis. Não sou eu nem tu, certamente, que vamos pensar em projectos económico-culturais, mas não posso deixar de imaginar que outros o possam fazer. O cinema de hoje não precisa de salas grandes e de despesas incomportáveis, penso eu. E podiam, com sentido de oportunidade, ser aproveitados espaços polivalentes e funcionais, abertos a várias vertentes artísticas e com promotores à altura. Como está a acontecer com bastantes Centros Culturais do país. Tal como em Ílhavo. E neste caso, ainda não ouvi a nossa autarquia a queixar-se com falta de clientes da cultura. O cinema, sozinho, não será economicamente atraente para os empresários. Mas não seria viável associar um conjunto de artes compatíveis, de forma a que o prejuízo de umas fosse coberto pelo lucro de outras?

Sobre a participação do povo nos espectáculos, concordo que não está muito bem. Há gente que prefere ficar pelos cafés e em casa a ver a triste televisão que temos; há gente que gosta mais de frequentar bares, à noite, para beber uns copos (direito, lógico, que lhes assiste), do que ir ao cinema. Há quem prefira ler e escrever, pintar ou ouvir música. Neste momento, por sinal, estou a ouvir a Antena Dois… É quase meia-noite. Mas se o cinema ainda mantém o seu mistério e a sua actualidade, que a todos fascinam, então podemos e devemos sonhar, coisa que não faz mal a ninguém. Eu, pelo menos, continuarei a sonhar, porque o sonho, tenho a certeza, comanda a vida, como diz o poeta.

Quanto às divulgações que faço, daquilo que considero importante, cá continuarei, apesar de não ter muito tempo para isso. Se calhar, talvez devesse sair um pouco mais de casa, para ir ao cinema. Pode ser que amanhã o faça, se houver filme que me cative. Em Aveiro, claro, porque na cidade da Gafanha da Nazaré não há salas de cinema.

Um abraço, sem demagogias

Fernando Martins



tags:

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 08 Outubro , 2009, 12:41
[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] $r>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><a href="https://1.bp.blogspot.com/_edOTyb048mE/Ss3Ovy-Dx_I/AAAAAAAAMto/y8Jy5MBnaWw/s1600-h/IgrejaSiza.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;" rel="noopener"><img $r="true" border="0" src="https://1.bp.blogspot.com/_edOTyb048mE/Ss3Ovy-Dx_I/AAAAAAAAMto/y8Jy5MBnaWw/s400/IgrejaSiza.jpg" /></a><br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><span style="font-size: x-small;">Igreja de Marco de Canavezes</span><br /></div><br /><div style="text-align: center;"><span style="color: red; font-size: large;"><strong>A substância dos sonhos é a luz </strong></span><br /></div><div style="text-align: center;"><br /></div><div style="text-align: justify;">A igreja de Santa Maria nasceu duma necessidade, mas depressa se tornou num sonho. Há realidades assim: nascem como nascem os dias, previsíveis, com uma determinação habitual. E depois, há um lanço de luz, um encontro essencial, uma notícia, sei lá, uma dobra do tempo súbita e surpreendente, que tudo alteram. A igreja de Santa Maria (na altura, apenas a igreja nova) era mais uma igreja que era necessário construir, como muitas vezes e em muitos lados acontece. Um dia, talvez ao acordar, tomei consciência do fardo enorme que os meus ombros teriam de suportar. O que fazer, como fazer, por onde começar?<br /></div><div style="text-align: justify;"><br /></div>Nuno Higino<br /><br />Leia e veja tudo <a href="http://www.snpcultura.org/tvb_substancia_sonhos_luz.html" rel="noopener">aqui</a>
tags:

Editado por Fernando Martins | Sábado, 03 Outubro , 2009, 11:07
[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] $r>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><a href="https://1.bp.blogspot.com/_edOTyb048mE/SscgosFtzcI/AAAAAAAAMrE/OYcdLeYk7ho/s1600-h/PainelZ%C3%A9.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;" rel="noopener"><img $r="true" border="0" src="https://1.bp.blogspot.com/_edOTyb048mE/SscgosFtzcI/AAAAAAAAMrE/OYcdLeYk7ho/s400/PainelZ%C3%A9.jpg" /></a><br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><span style="font-size: x-small;">Painel de Zé Augusto</span><br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: justify;">Ao apreciar, um dia destes e mais uma vez, este painel cerâmico do artista aveirense Zé Augusto, comemorativo da abertura da Barra de Aveiro, em 1808, pela minha memória visual e mental passou um filme de recordações da ambiência marítima e lagunar que nos envolve. Contemplei a arte do Zé Augusto que soube bem representar a força e o dinamismo, em imagems estáticas, dos homens da nossa região moldados pela maresia e pelo bater forte das ondas.<br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: justify;"><br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: justify;">FM<br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: justify;"><br /></div>

Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 29 Setembro , 2009, 11:26


CD  de Jacinta vai ser distribuído pelo jornal i


O Executivo Municipal ratificou uma proposta que estabelece a CMI como patrocinador “oficial” do novo trabalho discográfico da cantora Ilhavense Jacinta. O CD, intitulado “Songs of Freedom”, será lançado em meados de Outubro e distribuído pelo “Jornal i”, com uma tiragem de 50 000 exemplares.

Este apoio publicitário de 7500 Euros teve a sua primeira aplicação no Concerto de Jacinta realizado no CCI em Agosto. No final foi distribuído um CD promocional com dois temas deste novo trabalho.

Esta é mais uma aposta nos valores da Cultura Ilhavense e na crescente notoriedade da marca “Jacinta”, que quis através deste trabalho promover o CCI, fazendo desta casa o local de lançamento deste novo CD.

Fonte: CMI
tags: ,

Editado por Fernando Martins | Domingo, 13 Setembro , 2009, 21:03
Escola Secundária da Gafanha da Nazaré

.
Passei ontem pela Escola Secundária e tive a oportunidade de olhar, com mais atenção, para todo o conjunto. Registei, com agrado, o cuidado que tem havido para embelezar  o conjunto. Da rua, fixei este bloco, onde estão, à vista de quem passa, painéis que mostram, à evidência, que por ali há artistas e quem saiba orientá-los para caminhos das artes.
tags:

Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 25 Agosto , 2009, 19:16
Veneza

A lista dos que aliaram o seu nome ao de Veneza é uma espécie de Almanaque Gotha do Espírito. Citar São Marcos, Marco Polo, Bellini, Palladio, Carpaccio, Ticiano, Tintoretto, Veronese, Montaigne, Shakespeare, Galileu, Monteverdi, Vivaldi, Tiepolo, Canaletto, Longhi, Goldoni, Guardi, Rousseau, Casanova, Sade, Da Ponte, Goethe, Mozart, Chateaubriand, Turner, Stendhal, Byron, Sand, Ruskin, Wagner, Nietzsche, Manet, Monet, Proust, Diaghilev, Mann, Stravinsky, Chanel, Morand, Pound, Heidegger, P. Guggenheim, Hemingway, Braudel, Sartre, Visconti, Losey, Highsmith, Solers, Agamben, Cacciari, Pamuk é ter a certeza de uma incompletude definitiva.
Ler toda a crónica aqui
tags: ,

mais sobre mim
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds