de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 24 Novembro , 2008, 11:28
Pequeno poema

Quando eu nasci,
ficou tudo como estava.

Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente, esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...

Pra que o dia fosse enorme,
Bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe.

Sebastião da Gama


NOTA: Quando hoje acordei lembrei-me deste poema de Sebastião da Gama. Tenho boas razões para isso. Setenta anos de vida, bem vividos, justificam esta pequena imodéstia.

FM

Anónimo a 24 de Novembro de 2008 às 11:51
Parabéns meu Pai. Muitos anos de vida! ;)

Leopoldo Oliveira a 24 de Novembro de 2008 às 14:07
Parabéns Sr.Professor.
Os Homens como o Senhor, nâo têm idade;são eternos.
Espero continuar a vê-lo e a ler os seus escritos por muitos mais anos.
Um abraço do

Leopoldo

RUBEM DA ROCHA a 24 de Novembro de 2008 às 15:33
PARABENS SRº PROFESSOR.
MUITOS ANOS DE VIDA, PARA CONTINUAR A ESCREVER.
UM ABTRAÇO DO AMIGO
RUBEM DA ROCHA

Anónimo a 24 de Novembro de 2008 às 17:38
Parabens

Enquanto tu escreveres e eu te ler
é porque ainda estamos por cá.

Ângelo

Carlos M Teixeira a 24 de Novembro de 2008 às 18:22
Parabéns professor
a comunidade está sempre atenta aos seus textos e este é, de facto, especial :)

Abraço
Carlos Teixeira

Anónimo a 24 de Novembro de 2008 às 19:04
Sr. Professor muitas felicidades e que continue a escrever como ninguém na Gafanha o faz! Um abraço. José Mateus

Teresa Calcao a 25 de Novembro de 2008 às 22:39
Ola Professor.
Um poema simples mas que muito diz.
Eu, com muito gosto ....e porque nao dize-lo,com muito carinho tambem, aqui por terras do tio Sam,quero acrescentar,... bendita a hora e bendita a mae que deu ao mundo uma pessoa tao boa como e o meu bom e prezado amigo Prof.Fernando.
Que esta data se repita por muitos e bons anos sao os nossos desejos meus e da Teresa e que possamos celebra-los com saude.
Um grande abraco.
Ate breve.

Nelson Calcao

Anónimo a 26 de Novembro de 2008 às 01:50
Em maré de Parabéns não posso ficar indiferente, e aqui lhe deixo também um abraço com votos de que este acontecimento festivo (com bolo e tudo)se repita por muitos anos.

João Marçal

mais sobre mim
Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13

21




arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO