de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 05 Dezembro , 2007, 10:43

ILHA DE SAMA OU ILHA DO REBOCHO
As tecnologias fazem por vezes quase o impossível. Na Gafanha da Nazaré, junto ao Porto de Pesca Longínqua, vê-se ao longe a célebre Ilha de Sama, também conhecida por Ilha do Rebocho. O que mal se vê ou vê mal a olho nu pode ser ampliado por qualquer razoável máquina fotográfica. O que fica, nesta fotografia, é uma imagem do abandono a que foi votada a ilha. A casa em ruínas dá a sensação de que é filha de guerra ou de puro esquecimento. Numa zona turística talvez a ilha pudesse ser devidamente aproveitada. Outrora foi propriedade agrícola, não sei se muito ou pouco produtiva. Mas tinha alguma vida. Hoje, está em agonia plena.

João Marçal a 8 de Dezembro de 2007 às 01:06
"O último habitante da Ilha de Sama"
Podia ser o título de um livro ou de um filme, mas é o sr António, ex-cantoneiro, oriundo das terras de Penafiel. Soube há dias que numa das travessias que fazia para vir à Gafanha, foi abalroado pelo "Vaz", navio bacalhoeiro da época, salvando-se por se ter agarrado à gata (âncora) que vinha à tona de água, por precaução nas manobras de porto. A bordo do navio ninguém se apercebeu, pelo que fez o percurso até ao cais.
O meu pai contava-me com saudade histórias do Rebocho: lembro-me duma que mencionava um cão que atravessava a ria para vir buscar encomendas ao lado de cá. Salvo o erro, o jornal aquando da estadia dos proprietários.
Há dias sugeri a alguém ligado á informação que o Rebocho era um assunto digno de ser divulgado e estudado, mas talvez por desfazamento de idades ou sensibilidades creio que não lhe foi atribuido o verdadeiro significado. Muitos gafanhões se deslocavam àquele lugar em momentos de lazer, talvez devido ao exotismo que as palmeiras e a casa inspiravam. É com tristeza que a vejo esbroar-se. Ainda consegui espreitar por uma janela quando possuia alguns móveis. Sinais do Tempo e da vivencia dos nossos avoengos.
Também recordei com saudade.
JM

Márcia Oliveira a 2 de Junho de 2021 às 12:49
Numa muito recente descoberta por via de partilhas, sabemos que são os proprietários e estão vivos.
Agradeço contato para aveiro.oliveira@gmail.com

mais sobre mim
Dezembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9


26



arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO