de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 20 Dezembro , 2006, 11:47
Sagrada Família - Frei Agostinho Paolo.
Museu Nacional de Arte Antiga - Lisboa

A CONSTRUÇÃO DO PRESÉPIO
::



«A primeira coisa a ir para dentro da gruta foi o musgo. Com muito jeito alcatifámos o chão com mantas fofas e verdes que fomos tirando das cestas. As heras foram crescendo em redor. E, de repente, o interior da gruta transformou-se numa serra verdinha, com arvoredo e cheia de pasto, a precisar de um rebanho de ovelhas e de alguns pastores. (…)
Feita com espigas de trigo, saiu da caixa uma manjedoura. Era uma boa ideia. Se chovesse ou nevasse, aquela manjedoura serviria para lá pôr o feno seco para o rebanho comer.
Outro pastor chegou. Aquele pastor, que era ainda rapazinho e tinha um chapéu roto na cabeça, foi pôr-se junto dos cordeiros. E fez muito bem. Aquela serra não estava vigiada. Se aparecesse um lobo, os cordeios, coitaditos, nem sequer teriam tempo de chamar pelo cão.
Depois apareceu uma vaca (…). Do outro lado veio encostar-se um burrinho. Logo depois apareceu S. José e foi encostar-se à manjedoura. Atrás de José, veio Maria.
O burrinho, a vaca, José e Maria estavam a olhar para a manjedoura. Bem se via que estavam preocupados. O bafo muito quente saía das narinas da vaca e do burrinho e aquecia a palha da manjedoura.
Uma estrela prateada apareceu no cimo da gruta, bem perto de um galo que não parava de cantar.
Finalmente, muito gorducho, sempre a rir, só com uma fralda de pano no corpo,o Menino Jesus foi posto na manjedoura.
Depois ficámos bastante tempo a olhar. A olhar. Calados.
O silêncio era tão grande naquela gruta que até parecia que ouvíamos o MeninoJesus a respirar tranquilamente.»
(excerto do conto Sonhos de Natal,
deAntónio Mota)
:
Enviado por Sara Silva

mais sobre mim
Dezembro 2006
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15


26



arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO