de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Domingo, 30 Agosto , 2009, 22:30
Nossa Senhora da Nazaré


Teve lugar hoje, na igreja matriz da Gafanha da Nazaré, a festa em honra da nossa padroeira. Foi uma festa simples, mas bastante significativa, organizada pela Irmandade de Nossa Senhora da Nazaré, que tem por missão promover o culto à Virgem Maria, como lembrou, na missa solenizada das 11.15 horas, o Prior da Freguesia, padre Francisco Melo.
Gostei muito de participar nesta eucaristia, presidida pelo nosso Bispo, D. António Francisco dos Santos. Igreja cheia, coral dirigido por Cristina Ribau e acompanhamento musical da Filarmónica Gafanhense, onde sobressaiu a escolha dos cânticos e a harmonia do conjunto.
D. António elogiou a participação de todos e a urgência de se apostar numa comunidade, com projectos em sintonia com o Plano Diocesano de Pastoral.
O nosso Bispo ainda deu posse ao novo vigário paroquial, padre César Fernandes, que os gafanhões já conhecem e cuja dedicação apreciam.
À tarde realizou-se a procissão, com irmandades, instituições paroquiais, músicas e muito povo, que percorreu o trajecto habitual, passando pelo Cruzeiro.
Não houve festa profana. Sei que o povo gosta de festa, também com conjuntos musicais, comes e bebes, barracas de bolos e de quinquilharias, arraial e foguetes. Não sei se é bom ou menos bom ficar-se simplesmente pela festa religiosa. Em tempo de crise, económica e social, penso que a opção deste ano se justifica perfeitamente. Outros dirão que não. Gostos não se discutem. Mas cá para mim, que já tenho boa idade para pensar com calma, concordo com a festa religiosa apenas. Há bastantes festa musicais e outras que a Câmara de Ílhavo patrocina ou organiza.
Mais um apontamento, sobre a Irmandade de Nossa Senhora da Nazaré. Por sugestão do padre João Ferreira Sardo, a irmandade foi criada em 22 de Agosto de 1902, conforme alvará emanado do Governo Civil. Depois, os Estatutos foram aprovados pelo Bispo-Conde de Coimbra, D. Manuel Correia de Bastos Pina, em 4 de Maio de 1903. Ainda não tinha sido criada a paróquia. Pertencíamos, então, àquela diocese. A Diocese de Aveiro foi restaurada em 11 de Dezembro de 1938.

Fernando Martins

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Agosto 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds