de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Domingo, 22 Abril , 2007, 10:29

O PAPA BENTO XVI:
UM BALANÇO DOIS ANOS DEPOIS
:




É difícil dizer se é mais conservador, menos político, mais preocupado com questões teológicas. De facto, Bento XVI, no essencial, continua João Paulo II. O que se passa é que o estilo é diferente. Enquanto João Paulo II era um actor nato que dominava o universo mediático, Bento XVI é tímido num palco que não é o seu. Por outro lado, Wojtyla tornou-se Papa ainda jovem - tinha 58 anos - e, no seu fulgor e com o inesperado da eleição - vinha do Leste comunista -, conquistou mediaticamente o mundo; Ratzinger estava já com 78 anos e é legítimo pensar que esperasse retirar-se para escrever livros de teologia, como, apesar de Papa, acabou por acontecer esta semana, com a publicação de Jesus de Nazaré, dizendo expressamente que se trata de uma obra de investigação e não de um texto oficial do Magistério, de tal modo que fica sujeito à apreciação crítica dos seus pares.
De qualquer forma, Ratzinger, que fora um jovem teólogo renovador enquanto perito no Concílio Vaticano II, ficou marcado negativamente pela "revolução" de 68, orientando-se desde então pela linha conservadora.
Como Papa, deu sinais de abertura, recebendo o seu colega Hans Küng, teólogo "maldito" para o Vaticano desde os inícios do pontificado de João Paulo II; chegou a parecer que ia abrir o dossiê do celibato dos padres; na sua encíclica Deus é amor falou da dinâmica erótica do amor. Mas, enquanto ao jesuíta Juan Masiá era retirada a cátedra de Bioética na Pontifícia Universidade de Comillas, outro jesuíta, Jon Sobrino, teólogo da libertação, foi admoestado e a negação da comunhão aos católicos recasados reafirmada, abriu o diálogo com os partidários ultraconservadores de Lefebvre e até exaltou o latim na liturgia.
Do ponto de vista político, refira-se que, apesar do aparente incidente em Ratisbona, por causa da citação do imperador bizantino Manuel II Paleólogo sobre Maomé, a viagem à Turquia, que gostaria de ver na União Europeia e onde lembrou a importância da laicidade do Estado, foi um êxito, vai ao Brasil, há convites para discursar no Parlamento Europeu e na ONU e possivelmente irá a Moscovo, de cujo Patriarca, aliás, na Páscoa e no aniversário, inusitadamente, recebeu saudações.
Nomeadamente, o actual presidente do Parlamento Europeu, H.-G. Poettering dirigiu-lhe um convite para visitar o Parlamento. De facto, Poettering, ao assumir a presidência, colocou entre as prioridades do seu mandato o diálogo entre as culturas e religiões. Para ele, "um diálogo entre culturas, baseado na verdade e na tolerância, pode desenvolver pontes, tanto no seio da nossa sociedade, na União Europeia, como na direcção de países vizinhos e na outra margem do Mediterrâneo. As religiões podem desempenhar um importante papel neste diálogo".
Bento XVI continua um universitário, amante da música, aberto ao diálogo inter-religioso e com a ciência, preocupado sobremaneira com o cristianismo na Europa - uma Europa cada vez mais hedonista, materialista e afastada de Deus e das suas raízes cristãs -, onde se deu o diálogo fecundo entre a mensagem bíblica e o Logos grego. Não foi em vão que escolheu Bento para seu nome papal: queria sobretudo lembrar São Bento e o seu papel na evangelização da Europa.
Seja como for, num balanço provisório, toma-se cada vez mais consciência de que, com este Papa ou outro, a grande questão para a Igreja Católica enquanto instituição global vai ser a sua capacidade ou não de, conservando a unidade no essencial, exprimir-se nos diferentes domínios - teológico, litúrgico, jurídico-organizacional e até moral - de modo plural, no respeito pelas diferentes culturas em que está inserida. Mais tarde ou mais cedo, vai ser necessário um novo Concílio, precisamente com a missão de descentralizar.

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Abril 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
17

28



arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds