de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 16 Abril , 2010, 15:29

 

 

O artigo que hoje transcrevi do jornal i para o meu blogue tirou-me as palavras da boca. Há muito que andava incomodado por duas coisas: a pedofilia em geral e também na Igreja (onde há homens e mulheres santos e pecadores, como em qualquer lugar) e a atitude de meio mundo com armas e bagagens contra o Papa, bispos e padres. Todos no mesmo saco da ignomínia.

Este artigo, de Paulo Pinto Mascarenhas, veio mesmo a propósito. Dir-se-ia que foi o ovo de Colombo. Tão simples e tão claro.

Estou em crer que, tanto o jornalista como outros que comungam da mesma ideia, não deixarão de ser atacados e condenados, à semelhança do que fez a Inquisição (de políticos e Papa) e a PIDE (de políticos), sem dó nem piedade, sem análise séria e sem julgamento. Apenas na praça pública.

Há jornalistas, classe a que me orgulho de ter pertencido, como profissional e amador, que ainda sou, que vibram só com a ideia de explorarem o negativo, o trágico, o doentio, o mórbido, o criminoso, o tenebroso. Não se encantam com o belo, o bom, o solidário, a santidade, a generosidade, a fraternidade, o positivo. Habituaram-se à norma de que estes últimos predicados não são notícia. Mas são.

Os pedófilos e outros criminosos estão em todo o lado, inclusive na família e entre amigos, nas escolas e nas instituições. Mas isso poucos vêem. E deviam ver.

E sobre a Igreja, só mais uma palavra. Há pedófilos e outros criminosos que precisam de ser julgados. E hão-de ser. Mas também há santos e mártires, missionários e voluntários sociais, fundadores e membros de inúmeras instituições de bem-fazer. Sabem onde estão? Olhem à volta, com os olhos bem abertos.

 

Fernando Martins

 

 

 


Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 16 Abril , 2010, 14:58

 

«A nova inquisição e a Igreja Católica

 

Paulo Pinto Mascarenhas

 

 

Sim, é verdade: há casos de padres pedófilos, como também há professores pedófilos, comerciantes, tutores, auxiliares educativos, amas, médicos, fisioterapeutas, advogados e até - pas- me-se - jornalistas pedófilos. Não, não é verdade: o Papa Bento XVI nunca "protegeu" pedófilos na Igreja Católica, nem enquanto cardeal Ratzinger nem como prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Bem pelo contrário. Como já foi dito e repetido, com a apresentação de provas documentais, o teólogo alemão esteve desde sempre na primeira linha da condenação dos abusos sexuais a crianças e jovens por membros da Igreja, fossem padres fossem bispos, na Irlanda ou nos Estados Unidos. Uma coisa é exigir discrição na investigação a supostos abusadores, para defender as possíveis vítimas e os familiares, outra coisa bem diferente é "esconder" crimes ou criminosos.

Ainda na segunda-feira o Vaticano reafirmou em comunicado oficial que os abusos sexuais cometidos por padres devem ser "sempre" denunciados à justiça civil - acrescentando que, nas situações mais graves, o Papa Bento XVI pode retirar de imediato a ordenação aos sacerdotes sem esperar sequer por um processo canónico.




Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 16 Abril , 2010, 14:53

O espaço seco que hoje habitamos, com o mar e a ria a limitá-lo na sua grande parte, não é de sempre. Observando mapas e lendo registos fica-nos a certeza de que o mar foi dono das actuais Gafanhas.

Há mil anos as águas salgadas ainda dominavam estes espaços, em jeito de quem sonha com uma ria e o rio Vouga abertos ao mundo.

A restinga de areia que se formou ao longo de séculos, 25 segundo Araújo e Silva, com o qual concorda Alberto Souto, protegendo-nos dos avanços e ataques do oceano, foi criando condições capazes de atrair pessoas habituadas a enfrentar dificuldades.

 

Leia mais aqui

tags:

Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 16 Abril , 2010, 14:35

 

 

 

 

Uma igreja de irmãos, não uma sociedade de classes

 

António Marcelino

 

 

«É verdade que não faltaram, ao longo dos séculos, cristãos conscientes e corajosos, muitos deles santos, a denunciar, de modo profético, este desvio para o profano que tocava o essencial da Igreja e da sua missão. Foram verdadeiros profetas e, por isso, não passaram sem as incompreensões e até as perseguições, próprias de quem denuncia infidelidades e toca em interesses pessoais e de grupo, os mais diversos.»

 

 

 


Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 16 Abril , 2010, 14:23

 

 

 

 

 

Comemorações do 9.º Aniversário

 

 

No próximo dia 19 de Abril de 2010 (segunda-feira) assinala-se o 9.º Aniversário de Elevação da Gafanha da Nazaré a Cidade. Integrado nas Comemorações do Centenário da Gafanha da Nazaré, a Câmara Municipal de Ílhavo, em parceria com a Junta de Freguesia, vai realizar um conjunto de acções dedicadas à Cidade da Gafanha da Nazaré.

 

 

Programa

 

08h30 – Hastear das Bandeiras

 

08h45 – Visita à Obra do Centro Cultural da Gafanha da Nazaré

 

09h30 – Visita à Obra do Centro Escolar da Cale da Vila

 

13h30 – Almoço e Conferência de Imprensa no Novo Bar do Jardim Oudinot

 

21h30 – Concerto pela Filarmonia das Beiras, na Igreja Matriz da Gafanha da Nazaré

 

 

            Das 11h15 às 13h30 vão realizar-se várias visitas e reuniões de trabalho da Câmara Municipal de Ílhavo e Junta de Freguesia da Gafanha da Nazaré sobre várias temáticas.

 

tags:

mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds