de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 01 Abril , 2010, 23:09

 

 

 

 

“Tudo é possível a quem crê”

 

 

«Foi este o lema da caminhada quaresmal que queremos prosseguir no tempo pascal com energia redobrada. Por isso, continuamos a seguir os passos de Jesus, agora nas suas aparições aos discípulos.
Estas aparições são encontros exemplares de quem acaba de viver uma tragédia de morte e desilusão, que se transforma em fonte de vida, força de convocação e raiz de esperança.
Esta é a novidade gerada pelo Senhor ressuscitado no coração daqueles que fizeram a experiência de O ver glorificado. A partir de então, tudo é visto, apreciado e valorado de acordo com novos critérios: a razão humana como a aliada natural da fé, o amor conjugal como a relação normal entre homem e mulher, a verdade como força que liberta, a confiança como atitude estruturante da vida em sociedade, a solidariedade como expressão da responsabilidade de todos por cada um.»

 

 

Ler toda a Mensagem aqui 

 

 

 

 


Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 01 Abril , 2010, 19:36

 

 

 

Jovens da Universidade de Ciências Gastronómicas

de Pollenzo, Itália, visitaram Ílhavo

 

Mantendo a tradição de há quatro anos, esteve em Ílhavo, com o apoio da Câmara Municipal, um grupo de jovens da única universidade no mundo que se dedica às ciências gastronómicas e que se situa em Pollenzo-Itália (grupo Slow Food), onde acolhe jovens de vários países. Este grupo incluía jovens da Bielorrússia, Itália e Nigéria.

Vindo do Norte do país, onde visitaram o Minho e Trás-os-Montes, começaram por visitar o Museu Marítimo de Ílhavo, seguindo-se o navio Museu Santo André onde foram recebidos por uma delegação da Confraria Gastronómica do Bacalhau. Aí foram guiados pelo Confrade e antigo tripulante do navio, Cap. José Paulo.

 

O almoço foi servido a bordo e confeccionado pelo Cozinheiro Jorge Pinhão que apresentou uma ementa de derivados de bacalhau, composta por pataniscas, samos suados e feijoada de samos e arroz de línguas. Não faltaram as padas de Vale de Ílhavo e o vinho da Bairrada. No final o Confrade poeta Cachim recitou um poema em Italiano que foi do agrado de todos.

Seguiu-se a visita a uma empresa transformadora de bacalhau na Gafanha da Nazaré, terminando o dia com a visita à APOMA (ovos moles), em Aveiro, e com a caldeirada de enguias, num restaurante da cidade.

 


Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 01 Abril , 2010, 18:54

 

 

A solidão

 

 

1.O nosso tempo, cheio de progressos tecnológicos e científicos, tudo embrulhado pelas novas formas de comunicação, gera muita solidão. Olhamos uns para os outros a correr e nada vemos. Olhamos para nós próprios e nem nos reconhecemos. O mundo está abafado por ilusões. Contudo, urge mudar tudo isto. Pode ser nesta Páscoa, que é primavera, vida nova, libertação, ressurreição.

 

2. Ontem desloquei-me a Aveiro com minha mulher. Uma afilhada vinha fazer exames a uma clínica e como não nos víamos há muito, combinámos o encontro na sala de espera do estabelecimento de saúde.

À hora marcada entrámos a correr e saudámos quem estava, com uma boa tarde apressada, ciciada. Sentei-me numa cadeira vaga, ao lado de uma senhora. Sugeri a minha mulher que perguntasse na recepção a que horas seria o exame da minha afilhada. Nessa altura, a senhora sentada a meu lado, com voz doce mas audível, vira-se para mim e pergunta: «O senhor não é o professor Fernando?»

«Sou, sim.» — respondi.

«É que eu sou a S…»

 

 

tags:

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 01 Abril , 2010, 18:10

 

 

Portas fechadas

 

António Rego

 

 

Apenas estranhos como o Centurião e Nicodemos

trabalhavam na sombra a convicção de que ali não estava o fim

 

 

 

 

Havia medo e não pouco. Os acontecimentos precipitaram-se. Tornou-se difícil distinguir amigos de inimigos. Testemunhas de acusação eram às centenas. Uma espécie de fenómeno misterioso se apoderou dentro e fora. Deixou mesmo de haver dentro e fora. Apenas multidão, povo, plebe. Entusiasta junto à portas de David, trajou-se de crueldade junto aos portões de Pilatos.

 

tags:

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 01 Abril , 2010, 09:45

 

 

 

Páscoa, a mesa para pensar

 

Alexandre Cruz

 

1. Aproximam-se os dias de Páscoa. Brotam os apelos não só à tradição que a tudo se junta mas sim ao autêntico sentido do que o acontecimento representa. A Páscoa abre-se ao convite universal a saber ler a vida de forma continuamente recriadora. É da consciência de que o tempo não é só cíclico e repetitivo mas que traz consigo um «sentido» ascendente, é nesta alma que poderá acontecer Páscoa. Tudo o que gira em torno das festividades pascais pode ser bom, mas a sua efectiva razão de ser, o «coração» da Páscoa é o mais importante. Aquele acontecimento chamado de «Pentecostes», onde todas as línguas e todas as culturas em Jerusalém se entendem na mesma linguagem do «amor», é a grande novidade da Páscoa.

 

 

 

null )

Editado por Fernando Martins | Quinta-feira, 01 Abril , 2010, 08:53

 

 

 

Dia das mentiras - 1 de Abril

 

 

Maria Donzília Almeida

 

 Diz-se que o Dia das Mentiras teve a sua  origem na França, onde, a partir do séc XVI, se costumava comemorar o Ano Novo no dia 25 de Março, data em que tinha início a Primavera. Os festejos tinham a duração de uma semana, acabando no dia 1 de Abril.

Depois da adopção do calendário gregoriano, em 1564, o rei Carlos IX de França alterou o início do ano para 1 de Janeiro.

Alguns Franceses, resistentes à mudança, continuaram a celebrá-lo no dia 1 de Abril, seguindo o calendário antigo. Aproveitando-se desse facto, houve pessoas com espírito brincalhão e brejeiro que passaram a mandar presentes estranhos e a fazer convites para festas fictícias, nesse dia.

Para os Ingleses, ficou conhecido como The Fool’s Day, ou Dia dos Tolos.

Ainda tenho gravadas, na memória, algumas partidas que pregava a amigos e familiares e o gozo que isso me dava. Eram brincadeiras mais ou menos inocentes, em que todos se embrenhavam com expectativa e  regozijo.

null )
tags:

mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds