de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 03 Julho , 2009, 16:33

O trabalho previsto para 2009-10 é uma proposta dirigida, tanto às paróquias interessadas em apoiar a formação dos seus músicos, como aos próprios músicos interessados em melhorar a qualidade do serviço que prestam às suas comunidades.
Tem, como destinatários, os principais intervenientes na celebração litúrgica: organistas, directores de coro, salmistas e coralistas.
Assim, a formação oferecida pela Escola Diocesana de Música Sacra de Aveiro (EDMUSA), geralmente ao sábado de tarde, procura ir ao encontro de todas as pessoas que asseguram música litúrgica nas celebrações e tem diferentes níveis de exigência, de acordo com as possibilidades e disponibilidade de tempo de cada um. Inscrições nas paróquias, durante o mês de Julho.

Informações: P. Paulo Cruz: Residência paroquial de N.ª Senhora da Glória; Tel. 962 842 982; p.paulocruz@gmail.com
Prof.ª Celina Martins: Tel. 938 339 654; celinatm@hotmail.com

Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 03 Julho , 2009, 16:20

Realizou-se, no passado fim-de-semana, a segunda edição da REGATA DE CRUZEIROS DO PORTO DE AVEIRO, uma organização conjunta da Administração do Porto de Aveiro e do Clube de Vela Costa Nova. Contou com a participação de 110 velejadores de 10 clubes náuticos de Aveiro, Porto, Coimbra e Figueira da Foz.
As tripulações tiveram em terra um bom acolhimento com uma Base de Regata instalada para o efeito no Porto de Abrigo da Pesca Costeira, onde as embarcações ficaram atracadas e os velejadores confraternizaram animadamente ao fim da tarde, continuando pela noite fora na festa oficial da regata que decorreu na Estação da Luz.
Sublinhamos a importância desta regata, como de outras. O espectáculo que elas proporcionam tornam mais visível a beleza da Ria de Aveiro.
Fonte: Newsletter do Porto de Aveiro

Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 03 Julho , 2009, 16:08

Num velho livro topei com uma palavra escrita,
Que como um choque me marcou e ilumina toda a minha vida:
E quando me entrego ao prazer embotante,
E à essência prefiro a aparência, a mentira e o falso semblante,
Quando, de ânimo leve, a mim mesmo me engano com pequenos nadas,
Como se fosse clara a escuridão, como se a vida não tivesse mil portas brutalmente fechadas,
E repito palavras cuja vastidão nunca senti,
E agarro coisas cujo sentido profundo não vivi,
Quando, com mãos aveludadas, o sonho bem-vindo me acaricia
E de trabalhos e dias me alivia,
Alienado do mundo, estranho à minha própria consciência,
Então ergue-se em mim essa palavra: Homem, torna à tua essência!


Ernst Stadler (1883-1914)
tags:

mais sobre mim
Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds