de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 25 Dezembro , 2007, 22:31



D. António Francisco irá presidir à Eucaristia na Cadeia de Aveiro, amanhã, dia 26, pela manhã, em celebração festiva de Natal, acompanhada por um Grupo de Jo-vens e pelos Visitadores Voluntários do Estabe-lecimento Prisional.
D. António Francisco já visitou a Cadeia, durante o seu primeiro ano de presença na Diocese e, agora, manifestou vontade de presidir à Missa de Natal, tal como fez, ao chegar à Diocese, celebrando no Hospital da Cidade.
Para o Padre João Gonçalves, da Diocese de Aveiro, que trabalha pastoralmente junto dos reclusos, este “é um gesto de dimensão profética, já que as Pessoas que sofrem merecem um carinho particular, por parte da Igreja, e isto tem também a ver com a dinâmica da Diocese, neste Ano Pastoral, voltada para a Pastoral Sociocaritativa”.
Foi nesse contexto que um Grupo de Jovens da Paróquia de Recardães, Águeda, promoveu um Encontro-Convívio na Cadeia de Aveiro.

Fonte: Ecclesia
tags:

Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 25 Dezembro , 2007, 12:27


FIGURAS DO MEU PRESÉPIO

Caríssima/o:


Novamente o armar do Presépio.
E, como vem sendo hábito, procuro novos figurantes para o embelezar. E a busca resultou:

1- O ti Sarabando foi uma figura mítica – ele que não só nos introduziu no mundo da Bíblia mas também nos sacudiu as asas da imaginação. A sua pessoa recorta-se como alguém lendário no decorrer da nossa juventude. Assim sendo, neste ano em que passei pelas lendas das nossas terras, ponho junto do quentinho da fogueira o ti Sarabando e a sua Joana.

2- Certamente que não nos negará a sua companhia o Padre Domingos.
Natural ali da Murtosa, passou uns bons anos morando na nossa Residência Paroquial – cuja garagem cedeu para as reuniões da Juventude.
Poderíamos recordá-lo a compor o telhado da nossa Igreja, que depois afincadamente restaurou; ou escutá-lo como pregador; ou lê-lo no Timoneiro; ou sei lá quantos “ou...” poderíamos acrescentar...Mas uma coisa é certa: é com a Juventude que vejo o Padre Domingos, promovendo e participando nas suas actividades e passeios. Se o S. Pedro puser o dedo no ar, vá lá, olhe para nós e veja os traços positivos que ele rabiscou nas nossas vidas...
E então como “castigo”, no nosso Presépio, não o porei dentro da Igreja, mas no meio da Juventude a cantar!

3- O barco moliceiro, que expressamente e com tanto carinho construiu para a nossa Família, está exposto bem no alto da Sala.
O cuidado que pôs na vela! A primeira não lhe encheu as medidas!
E a pintura dos painéis?! Foi de requinte!
Agora todas as vezes que olho para o moliceiro ali está o Amigo Manuel Soares Sardo e, a seu lado, retocando o painel da proa, o Emanuel, pintor! Como a cadeia dos Amigos é engenhosa!
Não mais esquecerei o seu entusiasmo contagiante na preparação e participação dos cortejos dos Reis e outros! Aquilo sim! Toda a sua pessoa espichava gotas de ser gafanhão!
Sem mais delongas, aconcheguemo-lo junto ao lago do Presépio, à revessa daquelas tramagueiras.

4- Por fim, amorosamente carrearei quatro cadeiras que colocarei no adro da Igreja.
A quem as destino? Quereis saber?
Andei em busca dos traços de meu Pai que fez, a 20 deste mês, cem anos, pois nasceu em 1907!
E o curioso é que descobri que os seus pais, José Facica e Maria Olívia, foram parceiros de Manuel Joaquim Tomás e de Rosalina, pais de Maria das Dores, minha Mãe.
Pela mão deles, meus Avós, vi melhor as minhas raízes - e procurei resguardá-las para as oferecer a meus netos.
Vou então sentá-los ali onde conversarão os quatro e, podemos imaginá-lo sem muito esforço, meia Gafanha irá reverentemente ajoelhar e abraçá-los com um “Bote-me a sua bênção, sôr Pai!”, “Bote-me a sua bênção, sôra Mãe!”, “Bote-me a sua bênção, Avô!”, “Bote-me a sua bênção, Avó!”.

Muitas outras ficaram à espera da sua vez... Se Deus quiser, continuaremos.
Por agora, um Santo Natal para todos.

Manuel

mais sobre mim
Dezembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9


26



arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds