de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Segunda-feira, 11 Junho , 2007, 17:09


QUANDO É QUE FIGURAS HUMILDES
TAMBÉM SÃO CONDECORADAS?

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas foi celebrado ontem, com a já conhecida indiferença do nosso povo. Poucos são os que, neste dia, se debruçam sobre a importância destas comemorações, não obstante o Estado, através das suas figuras mais representativas, as promoverem com empenho. O povo, segundo se sabe, olha mais para o dia de descanso, em si, do que para a festa de que é suposto estar-lhe associada. É assim, aliás, com a grande maioria dos feriados nacionais e municipais. Com os dias santos, no entanto, há a componente religiosa e cultual, que ainda vai mobilizando os crentes mais fervorosos.
No dia 10 de Junho, o Presidente da República costuma, respeitando a tradição, condecorar algumas personalidades que se distinguiram em várias campos da vida nacional. Umas são bem conhecidas, outras nem tanto. Sentimos sempre que falta por ali alguém que, a nosso ver, merecia a honra da distinção; estranhamos a presença de outros tantos. Este ano foi condecorado o Bispo Emérito de Setúbal, D. Manuel Martins, pessoa bem conhecida de todos os portugueses, pela forma voluntariosa como ao longo de anos defendeu os interesses dos pobres, dos humildes, dos trabalhadores mais desfavorecidos. Mostrou-se honrado com a condecoração, mas logo acrescentou não ter perdido ainda a esperança de ver, um dia, condecorados “um homem ou mulher anónimos”. Daqueles que, nas nossas comunidades, fazem muito mais do que algumas figuras públicas, digo eu.

Fernando Martins
tags:

mais sobre mim
Junho 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15

18

25


arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds