de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Terça-feira, 30 Dezembro , 2008, 12:58

"O Presidente da República reafirmou ontem os princípios fundamentais que o levaram a vetar politicamente o Estatuto dos Açores, princípios de fidelidade à Constituição que o levaram ontem a aceitar o novo voto do Parlamento e a mandar promulgar um diploma de que discorda profundamente.
Já aqui escrevemos e repetimos: o Estatuto dos Açores possui normas absurdas, que violam o equilíbrio de poderes, e só foram aprovadas por puro oportunismo político de todos os partidos. Todos, repito. As razões do Presidente são claras e só num país analfabeto politicamente se compreende que se tenha perdido mais tempo nas últimas semanas a discutir o método que escolheu do que a substância do que estava em causa. Triunfou a politiquice, perdeu-se mais uma oportunidade de explicar aos portugueses a importância de cumprir as regras no jogo democrático.
E como se tudo isso já não fosse suficientemente mau, viu-se o primeiro-ministro a procurar explorar politicamente um conflito que ele contribuiu para criar, se é que não foi mesmo o principal responsável ao determinar que o PS não alteraria uma vírgula na norma em causa do Estatuto dos Açores.
No fundo ficou provado que em Portugal são raros os que se mantêm fiéis aos seus princípios e numerosos os que preferem adaptar-se aos tempos que correm, gracejando ou desculpando-se, conforme for mais conveniente. Vivemos os anos que vivemos num regime autoritário, e vivemos esses anos todos com uma oposição bem mais anémica do que seria natural, porque já éramos assim. E porque muitos acham que ter princípios é ser dogmático e sectário, quando é exactamente o contrário: quem tem princípios sabe guiar-se em terrenos pantanosos sem sacrificar o essencial, quem não os tem apenas sabe ser autoritário ou servil em função das conveniências do momento."
José Manuel Fernandes, no Editorial do PÚBLICO

Marieke a 30 de Dezembro de 2008 às 23:06
Nem comento coisas tristes na nossa pseudo democracia...É difícil ser presidente de um País assim...
Feliz Ano Novo Professor...muita saúde e alegrias na companhia da sua família e amigos
Um abraço
Maria

Fernando Martins a 31 de Dezembro de 2008 às 11:29
Também formulo os melhores votos de um 2009 melhor que 2008 e pior que 2010! Que o mundo, minha cara amiga, tem de apanhar juízo para, com a nossa contribuição, ser o paraíso que todos desejamos.

Bom ano, para ti e para toda a tua família

Um abraço amigo

Fernando Martins

mais sobre mim
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9


25
26



arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO