de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Domingo, 25 Abril , 2010, 00:15

 

PELO QUINTAL ALÉM – 18

 

 

 

 

 

 

A MADRESSILVA

 

A

ti Evaristo Loureiro

                                                            

Caríssima/o:

 

a. Plantada junto ao portão a madressilva lá se encontra e exala o seu perfume característico que é o seu grande trunfo.

É planta assaz pouco simpática se não for dominada: invade e sobrepõe-se a outras  que abafa. Assim se transforma numa praga e torna-se indesejável.

 

e. Foi na Gafanha o meu primeiro encontro com a madressilva e vem desde a meninice a minha admiração pelo  odor das suas flores. Era um tronco razoavelmente grosso e não muito alto que, junto à porta de entrada da casa de meu Padrinho, lhe escancarava o rosto num prazer único que partilhava connosco.

Daí levei uma haste que tem proliferado pelo nosso quintal... onde espalha a sua agradável fragrância.

 

i. Planta melífera por excelência, na sua floração e folhagem verde macia reside o motivo da sua escolha como planta ornamental para sebes, caramanchões e pérgulas e para cobrir muros.

Por outro lado constitui também um bom revestimento para solos, crescendo rapidamente e ocultando a terra ou segurando os terrenos de uma encosta, evitando a sua erosão.

 

o. No que respeita às suas características medicinais atribui-se às suas flores e folhas propriedades anti-sépticas, diuréticas, adstringentes e laxativas, sendo  utilizada  para evitar ou combater as anginas, a colibacilose e a tosse.

Em todo o caso, ficam umas advertências:

Todas as madressilvas são tóxicas em maior ou menor grau, incluindo o seu fruto, uma baga vermelha.

Não cultivar próximo a dormitórios, pois as pessoas alérgicas a perfumes poderão apresentar reacções.

 

u. E creio que alguma surpresa poderá surgir com esta invocação

 

 Nossa Senhora da Madressilva

 

Alguns artistas portugueses representaram vários aspectos da devoção popular a Nossa Senhora. Entre elas aparece o título de Nossa Senhora da Madressilva.

No Museu Regional de Aveiro, há uma gravura  com este título.

 

E terminemos de maneira diferente com uma oração:

 

Fazei, ó Deus, que, ao celebrarmos a memória da Virgem Maria sob o título de Madressilva, possamos também, por sua intercessão, participar da plenitude da vossa graça.

Por Cristo Senhor nosso. Amém.

 

 

 

                                                             Manuel  

 

 


mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO