de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 26 Março , 2010, 17:43

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Aquele grande rio eufrates

  

E o sexto anjo derramou a sua taça
sobre aquele grande rio Eufrates
Apocalipse XVI, 12

 

 

Deixará o poeta anónimas algumas
das palavras que deus lhe pôs na boca
ou esses longos versos onde cabe a emoção?
Quantas vezes nesse obscuro instinto de escrever
o poema terá sido para ele
mais que o lugar onde ia ver-se livre
das palavras que o sobrecarregavam?
Estará ele disposto a abandonar o requintado gosto
que têm as leituras junto ao vão da janela?

 

Ruy Belo

 

Leia todo o poema aqui

tags:

mais sobre mim
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO