de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Quarta-feira, 14 Maio , 2008, 11:16


Irena Sendler: uma nova estrela na constelação da esperança!

"Peço a todas as pessoas de boa vontade que tenham amor, tolerância e paz, não apenas em tempo de guerra, mas também em tempo de paz"
Irena Sendler


Estou a escrever este texto, não só em memória de uma mulher extraordinária, falecida no dia 12 de Maio de 2008, aos 98 anos, e a quem tantos devem a vida, mas também para expressar a certeza de que há tanta gente boa no mundo e só Deus sabe o tamanho da sua bondade. Começo por falar de Irena Sendler, retendo-me na frase inicial deste texto. Quase que parece um paradoxo, esta sua afirmação, quando, na verdade, não o é. De facto, é nos períodos de paz que se preparam as guerras e é nos períodos de guerras que se procura a paz, pelo que o paradoxo está nos comportamentos daqueles que assim agem para que tal aconteça. O mundo é cenário real de todos estes exemplos.
Mesmo o cidadão anónimo tem tendência a deixar escapar, no seu dia-a-dia, oportunidades de tolerância, reconciliação, diálogo e de paz para com os outros e só em situações de desespero, drama ou catástrofe é que o tal passo, que podia ser dado em “tempos de paz”, acontece.
Na realidade, não somos assim, mas fazemos como se o fôssemos e é esta parte que conta e a que mais dói na alma, pois os sentimentos de vingança são passageiros e nada trazem de bom, enquanto o bem que se faz é um consolo para toda a vida.
Irena Sendler nasceu na Polónia, em 15 de Fevereiro de 1910. Como ela própria veio a dizer mais tarde, foi “educada na ideia de que é preciso salvar qualquer pessoa, sem ter em conta a sua religião ou notoriedade".
Quando a Alemanha invadiu a Polónia (1939) Irena era enfermeira no Departamento de Bem-estar Social de Varsóvia, onde cuidava das refeições comunitárias. A partir da criação do Gueto de Varsóvia (Outubro de 1940), Irena teve como principal objectivo da sua vida o procurar salvar e dar as melhores condições de vida aos judeus que viviam em condições sub-humanas no Gueto, através de remédios, medicamentos ou roupas que ela própria transportava, sem o conhecimento das tropas alemãs.
O Gueto de Varsóvia tinha 4 km2 de extensão e viviam lá cerca de 500 000 judeus. Com o decorrer da guerra, Irena começou a verificar as deportações, em massa, que eram feitas para os campos de concentração para exterminar todos os judeus. A partir daqui, com a colaboração de colegas e da própria resistência polaca, Irena durante cerca de dois anos e meio conseguiu ludibriar os nazis e fazer sair do Gueto adolescentes, crianças e bebés – através de ambulâncias, cestos de lixo, caixas, sacos… – e enviá-los para o seio de famílias católicas, orfanatos, conventos ou fábricas.
Quando o Gueto foi destruído, pelos próprios alemães (Maio de 1943), Irena Sendler tinha salvo mais de 2500 crianças e jovens. Em Outubro de 1943, veio a ser presa pela Gestapo, sendo torturada (partiram-lhe os ossos dos pés e das pernas) e condenada à morte. A sentença não foi cumprida porque a resistência polaca conseguiu a cumplicidade de um soldado alemão que a deixou fugir.
Praticamente, desconhecida na Polónia, devido ao obscurantismo comunista, em 1965 foi considerada “Justo entre as Nações”, por Israel. Em 1979, encontrou-se com João Paulo II, a quem entregou uma estampa de Jesus Cristo, que tinha com ela na prisão, e que dizia: “Jesus, em Vós confio”. Em 2007, foi proposta para o prémio Nobel da Paz. Num mundo em que as notícias de esperança parecem cada vez menos frequentes, sabe bem (mesmo na morte) falar destes heróis, de carne e osso, porque estas lições, de vida autêntica, nunca se esquecem e os seus exemplos contagiam os que já não querem ou não têm forças para acreditar que é possível fazer melhor, sempre!

Vítor Amorim

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Maio 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds