de Fernando Martins
Editado por Fernando Martins | Sexta-feira, 03 Novembro , 2006, 17:37


NO CAE DA FIGUEIRA DA FOZ,
ATÉ 5 DE NOVEMBRO



AINDA FUI A TEMPO
::
::

Pintura de Zé Penicheiro está patente ao público no Centro de Artes e Espectáculos (CAE), da Figueira da Foz, até 5 de Novembro, precisamente na sala que tem o seu nome. A exposição foi inaugurada em 14 de Outubro e contou, decerto, com muitas visitas, ou não fosse o artista marcado por aqueles ares, onde passou a sua juventude. Fui ver e apreciar a exposição, quase na altura do encerramento, mas ainda fui a tempo.
Gosto de ver a arte de Zé Penicheiro porque ela toca, com muita sensibilidade, o que nos diz respeito. O mar, a ria, a água, gente do povo, gestos e sombras, cores e traços que fazem parte do nosso quotidiano ali estão.
Como convite a quem passa pelo CAE, há um excerto de um poeta figueirense, João de Barros, que reflecte um pouco o que está em exposição. Diz assim:

“Aquele mar que vês além
é sempre o mar da tua infância
é sempre o mar da tua vida…”

In “Eterno Mar”

Quando aprecio a pintura deste artista, agora radicado em Aveiro, revivo cenas e acontecimentos de há muito, recordo silhuetas de pessoas e de barcos que povoam a minha imaginação, sinto o palpitar de tradições que podem perder-se. Por isso, sempre que se anuncia uma sua exposição, lá estou eu, na certeza de que vou gostar. Mesmo que haja uma repetição de temas e de figuras, de motivos e de cores. Afinal expressões da sua arte.
Fernando Martins
 O que é? | partilhar

mais sobre mim
Novembro 2006
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10


25



arquivos
as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
Contador - 1
blogs SAPO